“Pensar em alguém que se ama é rezar por ela.”

Santa Terezinha com a Cruz

 Santa Teresinha surgiu na nossa história de uma maneira muito linda. Eu comecei a ouvir falar dela por meio dos jovens da nossa Comunidade que falavam para mim que Santa Terezinha era muito linda e eu não conhecia nada.

A partir disso comecei a ler o livro e percebi que o que ela dizia era a mesma coisa que estava escrito em minhas anotações de 20 anos atrás, a mesma coisa que Deus colocava em meu coração para a gente viver. Eu já via que era “Tudo fazer por amor”, que a minha vocação, assim como a Dela, é o amor e como eu não conhecia nada de Santa Terezinha eu vi uma feliz coincidência nisto. E tudo se confirmava mais com os jovens da nossa Comunidade me mostrando que tudo tinha a ver com a nossa história de vida, que eu sempre pregava as coisas simples, que as coisas simples que eram extraordinárias, a beleza da natureza, família, etc. E não tive mais dúvidas que Santa Terezinha hoje nos inspira neste caminho da simplicidade, do amor, do acolhimento, da alegria e de ser criança e ser santo.

Nossa comunidade já celebra o dia de Santa Teresinha há muito tempo, mas a ideia do Tríduo surgiu há 5 anos  porque, mesmo com formações, pregações, celebrações sobre Ela, algo nos inspirava a fazer mais. E porque não três dias? E aconteceu Triduo. Este ano a adoração e celebração eucarística foram muito lindas e a inspiração de uma exposição sobre a vida da Santa, feita pelo nosso Ministério de Artes, foi algo muito diferente e bom.

Eu já recebi muitas graças de Santa Teresinha e o que mais me inspira é a sua frase que diz: “Pensar em alguém que se ama é rezar por ela.”

Helena Serpa – Fundadora da Comunidade Um Novo Caminho