O  QUE DEUS ESPERA DE NÓS

 Iremos viver, mais uma vez, nos próximos dias, o período que chamamos de CARNAVAL. Todos nós, de alguma forma, sairemos da nossa rotina diária de trabalho e outros compromissos.  Uns viajarão para praias ou para outros Estados, alguns ficarão aqui  mesmo na cidade participando de Retiros ou descansando em suas casas.  

No entanto, nós todos, como Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO, somos motivados a viver uma Unidade de pensamentos, de sentimentos e de ações próprias da vocação a qual somos chamados: TUDO FAZER POR AMOR!

 

UMA PEQUENA REFLEXÃO SOBRE O CARNAVAL

 “O carnaval é uma festa antiga, uma tradição. Diferente do que é hoje, esta festa preparava o povo para o início da Quaresma. O povo se juntava para festejar a chegada de uma época nova. Despedia-se do tempo de comer bastante carne e preparava-se para um tempo de jejum e penitência. Era uma manifestação humana, ligada também a costumes pagãos o que mostra que o ser humano sempre foi inclinado às coisas da carne, às coisas do corpo.  Era costume abster-se de carne nos 40 dias da Quaresma. Por isso, o Carnaval era uma espécie de festival, de despedida daquilo que os homens ficariam privados durante este período. Certamente isso influenciou o pensamento atual de que no “Carnaval pode-se tudo”. Tudo fica liberado. Bebida, drogas, sexo. Quantas pessoas nós conhecemos que se machucaram profundamente porque se excederam nos dias de Carnaval. Quantas marcas deixadas por relacionamentos imaturos, liberalidades, uso de drogas, excessos na bebida.    Retirado do Site das  Carmelitas Mensageiras do Espírito Santo.   http://www.carmelitasmensageiras.com.br

Como nós vimos acima, no quadro sobre o Carnaval, o sentido desta festa era justamente o de fazer com que o povo experimentasse uma “liberdade passageira” em relação ao que comer antes de assumir os preceitos da Quaresma. No entanto, com o passar dos tempos e através das mutações do mundo, este livre-arbítrio em relação ao comer carne (Carnaval quer dizer adeus à carne) foi se transformando em uma verdadeira libertinagem e devassidão.

Nesse período, com certeza, nós iremos usufruir de muitos momentos de alegria e de lazer e, assim, carregar as nossas “baterias” para vivenciar com perseverança o tempo especial que é a Quaresma. 

Apoiada na II Carta de São Paulo aos Coríntios, 2, 14-17 , o Espírito Santo  inspirou-me a escrever aqui o entendimento que Ele próprio me dá sobre o compromisso que nós precisamos ter na vivência desses próximos dias “festivos”.

 II CORÍNTIOS  2, 14 – 17 

 

“Graças sejam dadas a Deus, que nos faz participar do seu triunfo em Cristo e que, através de nós, espalha o perfume do seu conhecimento no mundo inteiro. De fato, diante de Deus nós somos o bom perfume de Cristo entre aqueles que se salvam e entre aqueles que se perdem: para uns, perfume de morte para a morte; para outros, perfume de vida para a vida. E quem  estaria à altura de tal missão? Nós não somos como tantos daqueles que falsificam a Palavra de Deus: pelo contrário, é com sinceridade e como enviados de Deus que falamos a respeito de Cristo na presença de vocês”. Palavra do Senhor!

 

Reflexão

 Na medida em que nós caminhamos na vida espiritual e começamos a perceber os mistérios de Deus, por meio da oração pessoal, da participação na Eucaristia, e, principalmente na meditação da Sua Palavra nós também vamos descobrindo o que Deus quer que nós sejamos.  Somos seres criados à Sua imagem e semelhança. Temos em nós as características divinas juntamente com as peculiaridades da nossa humanidade que foi corrompida pelo pecado original. 

Dentro de cada um de nós, no entanto, existe uma luta espiritual  e,  é por isso, que muitas vezes nós confundimos o que é desejo de Deus com os nossos próprios anseios.  Temos em nós os atributos divinos: inteligência, memória, imaginação, afetividade, vontade. Recebemos de Deus o dom da liberdade, portanto, o que Deus espera de nós, só poderá acontecer, se, com convicção, nós dermos permissão para que Ele realize.

Através da Sua Palavra nós descobrimos o Seu desígnio para nós como agentes e construtores de um mundo novo. O maior desejo do Pai, é que nós, Seus filhos, sejamos salvos. Para isso, Jesus Cristo, Seu Filho Unigênito, veio ao mundo. Porém, não é só isso o que Deus deseja de nós. Ele também almeja que cada um dos Seus filhos que experimentam a Salvação, sejamos canal de graça para aqueles que ainda não tiveram a percepção do Seu amor e, por isso ainda não encontraram Jesus Cristo.  

Por isso, é que São Paulo, na carta aos Coríntios, nos diz que, “diante de Deus nós somos o bom perfume de Cristo”, entre os que se salvam e os que se perdem. Mas, como é que nós poderemos ser “o bom perfume de Cristo entre os homens”? Pela vivência da Palavra, pelo testemunho de vida feliz, pela expressão da bondade, da sinceridade, da mansidão, por meio de atos concretos de amor e de misericórdia; pela prática do perdão, pelo espírito de compreensão nós exalamos o odor de Jesus. Através de toda ação procedente do pensamento de Deus que se manifesta em nós pelo poder do Espírito Santo  nós também   disseminamos no mundo o modo de ser de Jesus.  

Porém, nós necessitamos ter cuidado!  Por causa da nossa humanidade  manchada pelo pecado,  nós podemos nos confundir e, ao invés de exalar um perfume de vida nova em Cristo, nós poderemos espalhar um perfume de morte. Quantas pessoas há que, por terem bebido mais do que deviam, dão contra testemunho com atitudes agressivas ou com comportamento que denota falta de controle e imprudência! Quantos outros que nesses dias de Carnaval liberam completamente o seu apetite por sexo e drogas e entram na turma daqueles que descem a rua da amargura! Sim, porque, na quarta feira de cinzas, estão na pior! 

Se o nosso beber, o nosso comer, o nosso divertimento, namoro, relacionamento, nos afastam de Deus, seguramente, nós estaremos saindo da unidade do Espírito Santo que deseja manifestar-se a na nossa vida fazendo com que nós sejamos no mundo o bom perfume de Cristo.

Todas as nossas ações desregradas e exageradas, sem compostura e desordenada, que possam escandalizar o próximo, com certeza, não são atitudes que demonstram que Deus habita em nós.     Jesus é o único Caminho. Ele veio nos revelar a Verdade do Pai e nos dar a conhecer a Vida plena em Deus.
Para que possamos levar ao mundo o perfume do conhecimento de Deus nós temos que, cada dia mais, mergulhar no Evangelho, a Boa Noticia  que Jesus veio nos anunciar. Tudo o que nós fizermos, bebendo ou comendo, dançando, jogando, brincando, nos relacionando, namorando, precisa ter coerência com a nossa missão de levar ao mundo o perfume do AMOR ETERNO de Deus.

Que nós possamos encarnar estas Palavras  nesses dias de CARNAVAL, a fim de que sejamos fiéis ao nosso chamado de levar ao mundo o bom perfume de Cristo, por meio das nossas ações, das nossas reações, do nosso brincar com alegria, do nosso partilhar  experiências, mas também, e, principalmente, pela nossa fidelidade à oração pessoal. E que no nosso coração esteja bem firme o conselho de São Paulo em outro trecho da carta ao Coríntios (I Coríntios 10, 31-32) Portanto, quer comais quer bebais ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus. Não vos torneis causa de escândalo, nem para os judeus, nem para os gentios, nem para a Igreja de Deus.”     

Helena Serpa