SiteMaio é o mês das mães, e de uma mais que especial, que deu à luz ao nosso Salvador, Jesus. É o mês de Maria, mês das mães. No segundo Domingo de Maio comemoramos o dia das Mães e no dia 13 de maio celebramos o dia de Nossa Senhora de Fátima.

A história das aparições de Nossa Senhora de Fátima começa em 1917. Naquele ano o Papa Bento XV, em meio a Primeira Guerra Mundial, convocou todos os católicos a se unirem em oração e pedirem à Mãe de Deus que intercedesse pelo mundo e trouxesse a paz naquele momento.

Oito dias depois da convocação do Papa, Nossa Senhora fez sua primeira aparição no dia 13 de maio, na pequena aldeia de Fátima em Portugal. No local chamado “Cova de Iria”, ela apareceu para três pequenos pastorinhos: Lúcia, Francisco e Jacinta.

Por volta de meio-dia, eles cuidavam de um pequeno rebanho quando pararam para rezar o terço, como já era de costume. Quando voltaram para o campo viram um clarão parecido com o de relâmpagos.

Nossa Senhora de Fátima profetizou aos pastorinhos que, se a humanidade não desse ouvidos aos apelos que Ela vinha fazer, começaria uma segunda guerra mundial pior que a primeira e que a Rússia espalharia seus erros pelo mundo. Falou também da grande perseguição da Igreja, do Santo Padre e dos riscos das almas que caem no inferno.

Houve ainda mais cinco aparições nos próximos cinco meses e sempre no dia 13.

Na segunda aparição, Nossa Senhora disse a Francisco e Jacinta que morreriam em breve e iriam para o céu, entretanto Lúcia deveria permanecer ainda por muitos anos no mundo para promover a devoção ao Imaculado Coração de Maria. Foi o que aconteceu. Francisco e Jacinta faleceram em 1919 e 1920, respectivamente durante a epidemia de gripe espanhola que atingiu a Europa. Irmã Lúcia entrou no convento das Irmãs Doroteias, se tornou religiosa e viveu até 2005. Entre 1935 e 1941, sob as ordens de seus superiores, escreveu quatro memórias dos acontecimentos de Fátima.

Na terceira aparição, no dia 13 de julho, a Virgem revela a Lúcia o segredo de Fátima. Conforme os relatos, ela ficou pálida e gritou de medo chamando a Virgem pelo seu nome. Houve um trovão e a visão terminou.

Na manhã do dia 13 de agosto, Lúcia, Francisco e Jacinta foram sequestrados pelo administrador de Ourém. Ele achava que os segredos de Nossa Senhora se referiam a um acontecimento político que abaria com a República, recém instalada em Portugal. Dois dias depois, entretanto, a Virgem novamente lhes apareceu,em um local chamado Valinhos.

As crianças viram novamente a Virgem em 13 de setembro, quando falou para continuarem a rezar o Terço, para alcançarem o fim da guerra.

No dia 13 de outubro, em Sua sexta e última aparição, diante de milhares de peregrinos que chegaram à Fátima Portugal, aconteceu o chamado “Milagre do sol”, no qual, após a aparição da Virgem Maria aos pastorinhos, pôde-se ver o sol tremer, em uma espécie de “dança”, de acordo com dos que estavam lá.

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!